Yaras carimbam o passaporte e japonesas ganham companhia do Brasil no rúgbi nos Jogos de Tóquio 2020

Yaras carimbam o passaporte e japonesas ganham companhia do Brasil no rúgbi nos Jogos de Tóquio 2020
Compartilhe

O torneio de rúgbi feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, conheceu seu quarto participante. A seleção brasileira carimbou seu passaporte para visitar a capital japonesa e participar da briga pelas medalhas ao ficar com o título do Pré-Olímpico da América do Sul, que foi disputado em Lima, no Peru. As três primeiras vagas já estão asseguradas, pela seleção japonesa, classificada automaticamente por ser o país-sede, e Nova Zelândia e Estados Unidos, que conquistaram seus lugares através da Série Mundial.

As Yaras, como são chamadas as jogadoras da equipe de rúgbi do Brasil, derrotaram a Colômbia na final, em 2 de junho, por 28 a 15, no evento que serviu como teste para a capital peruana, que vai sediar os Jogos Pan-Americanos. Foi a confirmação do favoritismo que era atribuído à equipe. Antes, as brasileiras haviam deixado pelo caminho Guatemala (55 a 0), Paraguai (50 a 5), e Venezuela (55 a 0), na primeira fase; Peru (40 a 12), nas quartas de final; e Argentina (36 a 14), nas semifinais.

Tóquio Stadium será a sede da modalidade

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de 2020, lançaram em maio o símbolo do rúgbi, que será usado ao longo da competição, e estabeleceram o Tóquio Stadium como sede das partidas da modalidade, tanto masculinas como femininas. Cada um dos torneios terá 12 participantes. A disputa será curta. A programação da olimpíada estabelece que a disputa entre homens acontecerá a partir do dia 27 de julho. Os ganhadores de medalhas serão conhecidos em 29 de julho. As mulheres entrarão em ação em 30 de julho. As vencedoras serão definidas em 1º de agosto.

A modalidade foi incluída na programação olímpica nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016. No masculino, o ouro ficou para Fiji, que derrotou a Grã-Bretanha na decisão. O bronze foi conquistado pela equipe da África do Sul. A disputa feminina teve o degrau mais alto do pódio ocupado pela Austrália. A segunda posição ficou com a Nova Zelândia e as canadenses conquistaram o terceiro lugar.

Para a competição masculina já são cinco os participantes definidos. Além da seleção do Japão, conquistaram vagas as equipes de Fiji, Estados Unidos, Nova Zelândia e África do Sul. As casas de apostas e cassinos são um termômetro para analisar os times favoritos ao pódio durante os jogos, porém, a legislação japonesa é restritiva quanto se trata de apostas em dinheiro. No entanto, é esperada a aprovação do funcionamento de jogos de cassino ainda para as Olimpíadas de Tóquio em 2020, o que deve aquecer o mercado de palpites sobre as seleções que despontam como favoritas para alcançar os lugares no pódio.

Jogos Olímpicos devem receber quase 13 mil atletas

A edição de número 32 dos Jogos Olímpicos, que tem início marcado para 24 de julho do ano que vem e prosseguirá até 9 de agosto, conta com 36 modalidades e tem a estimativa de receber quase 13 mil atletas de 206 países que se inscreveram, dependendo, naturalmente, de seu desempenho nas etapas classificatórias.

Com a classificação da equipe feminina de rúgbi, o que significa a reserva de 12 lugares, o Brasil tem a participação garantida de 36 atletas nos Jogos de Tóquio 2020. O país também classificou a seleção feminina de futebol (18 jogadoras) e seis velejadores (categorias Nacra 17, Laser, Finn e 49er FX).

Saiba mais

Olimpíadas Tokyo 2020