Menu fechado

Japão usa Inteligência Artificial para promover natalidade

Japão usa Inteligência Artificial para promover natalidade
Compartilhe

Governo japonês deseja utilizar a Inteligência Artificial para formar casais e combater a queda de natalidade no país.

A Inteligência Artificial (IA) é usada para inúmeras finalidades. Quando jogamos num cassino online como Royal Vegas, esta serve para fornecer um website mais seguro, prevenir fraudes, oferecer jogos mais realistas e um serviço de suporte permanente. Quando viajamos, recursos inteligentes permitem ao GPS controlar os vários aspetos do percurso, para que nos sugira a via mais rápida. Quando fazemos uma pesquisa na web, é ela quem sugere as respostas, com base em algoritmos que conhecem nossas preferências, e nos orienta para informações mais fidedignas.

Aos poucos, a IA está sendo integrada em mais e mais instrumentos do nosso cotidiano, fazendo parte dos eletrônicos que utilizamos todos os dias e nos ajudando com as mais diversas tarefas.

Várias discussões em torno do potencial da IA têm sugerido novas aplicações para estes recursos e levantado questões sobre os eventuais problemas que possam ser acarretados por sua integração em várias áreas da vida.


Neste momento, mesmo a nível político, os usos da IA estão sendo ponderados como instrumento para melhorar determinadas situações ou acautelar problemas. No Brasil, por exemplo, em São Paulo, esses recursos estão sendo testados para previsão da criminalidade, como forma de apoio às forças policiais. No Japão, o governo está ponderando utilizá-los como forma de combater a queda nos índices de natalidade. Saiba como.

A redução da natalidade no Japão

Em 2019, o Japão registou uma redução de 5,8% no número de nascimentos nacional, atingindo um mínimo histórico com apenas 865 mil novos bebês no país.

Esta situação preocupou os governos locais, e de alguma forma é motivada pela redução no número de casamentos e pelas uniões em idade mais tardia.

A queda na natalidade causou preocupação ao governo japonês que, entretanto, anunciou que irá investir em novas formas para solucioná-la. Entre as opções anunciadas se encontra o investimento em recursos de inteligência artificial.

O papel da IA na promoção da natalidade japonesa

Perante esta baixa nos números de natalidade, o governo japonês anunciou que irá financiar sistemas de Inteligência Artificial que possam ajudar a formar casais, no sentido de melhorar o número de nascimentos no país.

A intenção do governo é que os meios de IA sejam utilizados para formar pares, estando disposto a investir em sistemas de união de pessoas com parceiros potenciais, utilizando critérios menos exclusivos do que os usualmente criados pelas plataformas de encontro e que considerarão fatores como os valores das pessoas e seus hobbies, além da idade e renda, entre outros perfis.

Segundo o governo federal, os sistemas de IA avançados para combater a baixa natalidade será financiado com fundos governamentais em 60%, sobre o valor estipulado de 2 bilhões de ienes (equivalente a 98 milhões de Reais).

Esta medida visa promover a aplicação de recursos de IA mais eficazes e completos, que permitam a formação de casais e melhore os números relativos de nascimentos no Japão.